quinta-feira, dezembro 15, 2011

Digo bobagens, apelo nos clichês. Carrego nas tintas, inverto as ordens. Recorto as pontas, colo ao meio e outras barbaridades. Mas, juro, juro mesmo: meu amor é de uma honestidade simples.

Nenhum comentário: