segunda-feira, agosto 08, 2011

Perdoem-me. Acho que matei a poesia.

Nenhum comentário: