segunda-feira, fevereiro 07, 2011

Piranhas

A felicidade é como uma gota de orvalho numa pétala de flor? Sim, Vininha, como não concordar? Também, direi: felicidade é como uma gota de sangue num tanque cheio de piranhas. Não foi uma nem duas vezes em que percebi, de soslaio, enquanto voltava àquele quadrado num dia tão ensolarado - daquelas coisas tão habituais de interior em se saber o que está se ocorrendo mesmo sem querer dividir. Quero dizer que aqui estou feliz, sim, não é preciso cartazes e manchetes, não preciso do uivo das multidões nem adentrar nestes concursos do mais brilhante ou, quem sabe, do que é mais certo, ou também, nem quero estabelecer contato com quem não sabe conjugar nossos verbos. Só queria tomar minha cerveja, aqui, como era antes, sem esse inquérito quase opressivo de dedos leves.

Um comentário:

Metamorfose Ambulante disse...

Bela imagem a felicidade como gota de sangue num tanque de piranhas.