segunda-feira, agosto 09, 2010

(7)

Gosto muito dos sotaques. Por aqui, usa-se muito o tu corretamente. Encanto-me quando me perguntam: tu vais? Onde tu estás? Pela forte influência portuguesa de outrora, o português é de uma correção espantosa: todas as palavras ali, todos os verbos. Cadenciado rapidamente, é verdade, mas sem aquela velocidade do Ceará. Tem um puxado que lembra o Rio, sem ser ostensivo. Às vezes, pego-me no ônibus só escutando as conversas alheias e sorrio.

Tu queres? Sim, quero. E nesta solidão de estrangeiro que invariavelmente me encontro, fico mastigando silenciosamente meus quereres...

Um comentário:

gera disse...

te curti