sexta-feira, agosto 13, 2010

(11)

E daí, vem. Aliás, não vem. Quando vejo, já é a terceira noite que não consigo dormir. O ar condicionado está na temperatura polar. A cidade, levemente silenciosa. Tento me afogar na cama imensa do hotel novo, sem sucesso. Essa insônia não tem nada de poética: é desesperadora.

Um comentário:

Anônimo disse...

rivotril nunca falha