quinta-feira, julho 22, 2010

De Maria Anita

Roubado de minha grande companheira fugidoura, hoje psiquiatricamente lotada na Califórnia brasileira. Se o texto já tem seus bons 4 anos de idade, nunca se encaixou tanto num daqueles momentos em que se parece que há quase tudo nas mãos e, ao mesmo, há aquela coisa ausente que sempre atormenta.

Saudades de lê-la & vê-la é coisa que nem digo.

"Então, estou confusa esses dias. Bem confusa e um pouco insegura quanto ao rumo das coisas. Eu notei, de uma hora pra outra, que o mundo muda muito rápido e que tudo que você acha que é, que vai ser quando você crescer, pode mudar de uma hora pra outra.

As coisas que aconteceram esse nessas ultimas semana me magoaram de uma forma estranha e única. E não me sinto mais a mesma. Me sinto meio oca. Assim sem rumo. Principalmente a noite. Me sinto estranha a noite.

E me sinto sozinha. Mesmo acompanhada, mesmo rindo, mesmo no cinema. Parece que estou sozinha. E sei exatamente o que me falta: saber o que fazer. Simplesmente a falta de saber o que fazer está me deixando assim. A falta de saber qual o caminho certo.

Estou com um pouco de medo porque de repente notei que nada mais é seguro. Nada mais é certo. Os caminhos do mundo são muito amplos e me dói essa vastidão.

E percebo cada dia mais as pessoam que andam comigo e as que simplesmente andam na mesma direção que eu. Porque antes eu não entendia a grande diferença. E agora eu sei. Não foi muito fácil, mas eu sei agora.

Só não descobri ainda o que fazer com as coisas que descobri, nem como lidar com esses espaços em branco. Essas horas pós academia. Com os primeiros minutos antes de acordar.

Mas tenho certeza que o dia em que acordarei me sentindo simplesmente bem está próximo. E há de chegar ensolarado e menos frio. Quem sabe haja praia em algum lugar do meu inverno.

E haja certeza onde agora mora uma desesperança incomum e triste"

Um comentário:

Ana Carolina Vingert disse...

estava pesquisando um texto do caio fernando abreu, sobre os dragões, quando parei por aqui, lendo algumas coisas pra lá e pra cá,
resolvi seguir.

=)