domingo, março 28, 2010

Para Anita,

Por aqui, tá indo tudo muito bem. Trabalhando daquele jeito, muito. Mas na perspectiva de um ano que vem mais leve, já consegui ter os sábados e domingos para mim e já acho isso uma baita vitória. Tá batendo medinho do "ano que vem acaba". Tenho caminhos, mas ainda não vi nada muito concreto. Deixo para o segundo semestre, quero aproveitar esse tempinho de calmaria para botar a vida em ordem, organizar aqui dentro e aqui fora, devagar.

O apê vai indo. Estou com as chaves, falta o piso. O MASP fica lindo lá de cima. Esta semana fecho tudo e, creio que, em duas ou três semanas eu mudo. Na Semana Santa chega a mudança e daí acho que a vida começa a tomar cara. Aviso quando estiver tudo pronto, gostaria de você aqui para ver, ajudar a montar, escolher a cortina, sei lá.

E de resto, rola uma imobilidade imensa. Maturidade é isso? Não deixar o barco ir com qualquer vento, aprender a dizer nãos. Nada acontece e está tudo bem. Parece que tudo corre na medida exata do meu conforto e fico meio receoso de colocar outras variáveis e a coisa desaprumar. Até tenho saído menos, ao cinema tenho ido bem pouco, jantar fora é coisa que mais estou gostando. Parece que está tudo se preparando para quando chegar, mas ainda não quero dar as chaves para ninguém. Não é descrença, é auto-proteção. Faz parte, né?

3 comentários:

MA disse...

quando voce escreve me da vontade de escrever também. saudades

Ruy disse...

omo já disse uma vez, o único real sinal de maturidade é quando você começa a plantar melancias no Farmville.

Sucesso com o apê!

Andréia disse...

Nem te conheço (e moro longe) mas voltar aqui faz acreditar que existem pessoas legais ainda...