sexta-feira, fevereiro 06, 2009

Viva la vida

Talvez fosse fevereiro, que chegou trazendo a chuva, o alívio, o conforto. Talvez fosse aquela pomba que cagou em minha camiseta nova, pleno sábado de dia - dizem que é bom presságio. Talvez fosse Belle and Sebastian cantando em pleno metrô na hora do rush: "You're just to young to put all your hopes in just one envelope". Talvez fosse tanto carinho entre chopps Brahma, tanta compreensão silenciosa, tanto afeto descompromissado. Talvez fosse o trabalho, tão bom quanto nunca. Talvez a decisão de caminhar um pouco mais devagar. Talvez fosse o aniversário chegando...

Só que não é nada disso. Tenho quase certeza: estava sentindo, interpretava os sinais. É tudo culpa do Coldplay, sempre foi. Como em Yellow e aquela primeira paixão arrebatadora; We never change e nossas insatisfações recorrentes; Shiver e nossas fraquezas; Everything's not lost e nossa eterna capacidade de cicatrização.

E vamos lá, todos cantando. Meio ridículos, meio tolos. Para deixar as mágoas em casa. Para relembrar tudo o que havia de belo. Pelo telefone que sempre toca, pelas horas povoadas de carinho. Pelo futuro que anda ali, esgueirando pela porta. Pelos desafios que chegarão sem estarmos preparados, pela ânsia da perfeição que nunca alcançaremos. Pelas pequenas vitórias. Pela beleza do reinício. Pela benção da mudança, pela benção da imobilidade...

Viva la vida.

Vamos lá, todos, batendo palmas.

Viva La Vida.

Nenhum comentário: