sexta-feira, outubro 12, 2007

Ter / não ter

A lição das últimas semanas é o equilíbrio sobre as coisas que eu gostaria de ter, mas você não me dá e as coisas que nunca pedi, mas acabo tendo e são boas. Todas elas são pequenas, meio bobas, mas permeiam o meu cotidiano.

Tenho aprendido a medida do exigir, porque eu não posso te ter à imagem e semelhança de todas as minhas expectativas. Perceber isso foi doloroso, mas necessário. Sei que você não aperta minha mão no cinema, sei que você nunca vai me apresentar uns filmezinhos densos ou aquela banda de rock que vou me apaixonar.

Mas você me ofereceu o controle do portão, pegou no meu braço quando voltávamos pra casa e tem um jeito de mandar em mim que me faz ser um pouco melhor.

Aprendi que não-ter até é bom. Discordar também. E fico procurando diariamente essas pequenas surpresas que nem desconfiava, mas aquele procurar distraído que quando se vê pleim! se esbarra e estou estatelado no chão com o sorriso mais bonito do mundo.

E fico feliz.

Nenhum comentário: