sábado, junho 10, 2006

Sorrow

O dia está ensolarado, apesar de frio. Sem boas notícias, sem más notícias and live goes on. Mas quer saber? Estou triste. Triste, triste. Como há muito não ficava.

Tudo começou com um post da Anita, brilhante como há tempo ela não fazia. Poderia ser meu, o que estou sentindo - essa aparente falta de perspectivas, essa inércia irrestrita, essa ausência de coisas positivas que façam a vida pender pra qualquer lado.

Não existe fato algum a me acalentar. Mastigo uns pensamentos fantasmagóricos, fragmentos de coisas positivas que aconteceram e. Alterno meu tempo entre novelas da Globo, Ídolos do SBT, adianto umas leituras, telefono vagamente sentindo vagas saudades. Tudo tão asséptico, insone, sem graça por assim dizer.

Tenho me sentido profundamente incompetente. Como se não conseguisse mais ser capaz de atingir meus objetivos. Que talvez a vida não seja como planejava, por erro ou inconseqüência. Que talvez tudo se resuma a isso: meu apartamento solitário, um ir-e-vir diário que nem sustenta nem mata, pequenas alegrias ínfimas para tudo não descambar para a melancolia completa.

Sinto saudades de casa. Vejo os ipês novamente carregados e percebo que quase tudo continua na mesma irritante balada.

Cada dia que acordo é uma batalha para resistir à tentação do desespero completo.

Nenhum comentário: