quarta-feira, maio 24, 2006

Da gaveta 1

(...)

Não sei, neste domingo gélido pensei: talvez seja a hora de diminuir a marcga. Quando penso nos últimos dias, percebo que tenho gastado muito mais fichas em novas apostas que eu racionalmente poderia aceitar. No entanto, não me culpo de todo: é o acúmulo de quatro anos de silêncio, de me anular buscando qualquer tipo duvidoso de aceitação, uma unanimidade burra que não constrói nem sustenta. Num balanço preliminar nestes últimos três meses, talvez tenha-me tornado um indivíduo pior - porém, esta cara no espelho é muito mais minha.

Volto para academia amanhã. Inconscientemente, penso em Radiohead: "I wanna a perfect body, I wanna a perfect soul". Estudei abdominais, considero trocar cerveja por brócolis, talvez acostumar com leite desnatado e refrigerante light. Quero terminar este ciclo melhor que eu entrei. Em todos os sentidos.

O Leo chamaria isto tudo que estou dizendo de nostalgia antecipatória. Quase tudo que vejo está à beira da ruína. O curioso é estar tão sereno e otimista, mesmo a par dos futuros desdobramentos.

(...)

Nenhum comentário: