sábado, fevereiro 25, 2006

21 anos

Dentro do turbilhão de sentimentos que 2006 se transformou, a palavra de ordem agora é paciência. Paciência para amar e ser amado, paciência para respeitar todas minhas limitações e as dos outros, paciência para não amar demais nem odiar demais, paciência para esperar tudo de bom se encaixar no devido tempo, paciência para não se arrepender precocemente, paciência para atingir o grau de sabedoria necessário, paciência até que a coragem chegue, paciência.

Este novo ano para mim chega sob outro signo. Sem toda a desarmonia e a desconstrução do peso excessivo. Este ano (tanto 2006 quando estes 21) nasceram com a promessa de grandes expectativas. Por isto, enquanto tudo não acontece, paciência, Gabriel. Paciência.

Nenhum comentário: