quarta-feira, janeiro 25, 2006

Sobriedade

[roubado de um mail que escrevi]

Faz parte deixar de cair de amores só porque bateu uma puta identificação inicial, faz parte deixar de confiar que os amigos próximos são eternos e sempre serão os mesmos, faz parte concluir que não seremos tudo aquilo que desejávamos ser, faz parte perceber que grande parte dos nossos mecanismos de fuga são incapazes de nos proteger da dor e da frustração. Tá, eu acho o mundo muito mais cinza por causa disto, mas pelo menos é uma forma mais saudável de se viver - pelo menos a(s) queda(s) não são tão mais dolorosas, nem tão mais constrangedoras.

Nenhum comentário: