domingo, outubro 02, 2005

Pescaria

A nuvem negra parece que não dá sinais de amenidades: as cólicas vão e vem, e, como se não bastasse, Jason strikes again (no melhor estilho Nina, Jô e Raq).

Lá me vou interpretar silêncios novamente. Colocar tanta coisa na balança, com tanta gente falando tanta coisa. Aguardar, igual um pescador, a movimentação concluir (ou, numa hipótese provável, se mostrar inconclusiva). A isca tá lá, na água. E eu fico aqui, com cara de paisagem, pensando pensando.

Isto porque eu odeio pescarias. Filosofo sim, mas sou um menino de ação.

Nenhum comentário: