quarta-feira, junho 01, 2005

Confuso e desconcentrado

Ontem eu fiquei mal. Mas não foi pouco, foi muito mal mesmo. De um jeito que nunca havia acontecido depois que eu havia entrado na faculdade, de um jeito que acho que só o Leo já me viu.

Parte dele foi causado pelo efeito-rebote pós-feriado, depois de tantos dias de sol & bebida & bons amigos & revista Caras. Parte dele, pela incerteza e insegurança, na esperança sincera por reciprocidade. Parte dele, pelo deserto que Uberlândia se transformou, sem um único ponto de segurança para me firmar. Tudo isto ficou gotejando, até o copo transbordar. E transbordou.

Mas consegui reconhecer o momento de perigo. Contei até dez, voltei para casa, cochilei (apesar da prova de Dermato que está por aí). Impus-me condições severas para me reestabilizar. Já acordei melhor, com a garganta ardendo, mas melhor. Até sexta, já devo estar 100%.

Só que muito triste com essa mediocridade que me imponho.

Muito triste, pelas possibilidades que se abriram e que agora tenho tanto medo de perder...

Nenhum comentário: