segunda-feira, janeiro 17, 2005

O verdadeiro início

Casa. Cheiro de cama. Colchão que é seu. Aquela habitual bagunça de armários. Não ter que ficar perguntando onde estão os copos, as toalhas, o papel higiênico. Sua seleção de mp3s, com aquela raridade tão boa de se cantar junto. Seu MSN, seu computador. Usar o telefone como bem entender. Viver sem pedir muita licença. Viajar é bom, mas a melhor parte sempre é voltar para casa e encontrar as coisas do jeito que sempre estiveram.

E agora, só resta começar 2005. De verdade. Com fé, afinco, perseverança. E pés bem presos no chão, mas asas preparadas para vôos altos e ousados...

Nenhum comentário: