sábado, abril 05, 2003

Hoje me lembrei de nós debaixo da pia. Era noite, eu estava encharcado e completamente bêbado. Você olhou minha cara triste e não entendeu. Não que eu quisesse que minha tristeza alcólica tivesse sido entendida. Acho que estamos condenados a essa nossa tristeza como se fosse uma sina.

Lembrei-me de um filme, eu bebendo muito por causa de um amor não correspondido. Depois do filme, tranquei-me no quarto com uma quase-amiga e chorei, ah sim, aí eu chorei toda a minha tristeza por 30 minutos seguidos. Ninguém entendeu quando abriram a porta e me viram com a cara inchada e desfeita. Eu, tão feliz, que a uma hora atrás estava conversando animadamente na mesa de um rodízio de pizzas. Se você tivesse me visto este dia, talvez teria compreendido um pouco de mim, um pouco de você, um pouco dessa nossa insistencia em tentar compreender todas as coisas do mundo. As melhores palavras sempre são suas, e ainda você reclama que não tem o que falar: "essa vida besta que a gente leva nos sufuca, porque olhamos para nós e sabemos, só sabe